2º Debate à Distância, 24mai2019- Liderança da Nação e “A Lusofonia e a Saúde num Mundo Desigual”

Ver Youtube:  https://liderancanacionalprofissional.timor-diaspora.org/agenda/?event_id1=573

 

Prof. Doutor Fernando de La Vieter Nobre – AMI

É com especial honra e orgulho que agradecemos ao Fundador e Presidente da AMI, Prof. Doutor Fernando de La Vieter Nobre, por ter aceite ser dos primeiros Fundadores da PISCDIL – Plataforma Internacional da Sociedade Civil da Diáspora Lusófona ou Plataforma da Diáspora Lusófona.

Ao prestar serviços em todo o mundo, serviços do bem precioso, comum e universal, que é a SAÚDE, representa a imagem e a palavra das Comunidades Lusófonas: as denominadas CPLP , ou que preferimos com mais propriedade chamar CPLL – Comunidades dos Povos de Língua Lusófona. Consideramos que “Língua Portuguesa” é o Português falado e escrito pelos portugueses; “Língua Lusófona” é o Português falado e escrito pelas comunidades lusófonas, tanto Comunidades/Estados como comunidades que vivem e trabalham em todos os recantos do mundo: Goa/Damão/Diu, Macau, Galiza (enquanto ligada à génese da Língua Portuguesa e à posterior génese da Língua Lusófona) e, também e enfim, aqueles que o investigador e escritor Joaquim Magalhães de Castro, chama no seu livro: “Os Filhos Esquecidos do Império”

Se há “filhos esquecidos dos Império” e “filhos esquecidos da República”, que nunca venham a viver pelos mais longínquos recantos do mundo “filhos esquecidos das novas Comunidades/Estados ou de outros tipos de comunidades lusófonas. 

São certamente tais “filhos esquecidos do Império” e “filhos esquecidos das novas repúblicas lusófonas” que o Fundador e Presidente da AMI e Fundador da PISCDIL acarinha nas suas viagens pelo mundo. Não são viagens de turismo, (dado que estamos no Ano Mundial do Turismo, promovido pela ONU/UNESCO), mas, sim, viagens de serviço à humanidade.

Os profundos agradecimentos ao Prof. Doutor Fernando de La Vieter Nobre por ter aceite proferir a presente Conferência de 03nov217, subordinada ao Tema “A Lusofonia no Mundo” , testemunhando a sua experiência humana e lusófona. É certamente o testemunho de quem conhece ou se encontra frente à frente e abraça os lusófonos pelo mundo, mais do que qualquer político dos Partidos que se vão alternando na governação da Nação.

 

     

1
Fernando José de La Vieter Ribeiro Nobre é Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa desde 2001, Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, regente da disciplina “Medicina Humanitária”, e Académico Correspondente da Academia Internacional de Cultura Portuguesa.
Foi administrador dos Médicos Sem Fronteiras – Bélgica e fundou em 1984, em Portugal, a AMI – Assistência Médica Internacional, à qual ainda preside. Participou como cirurgião em mais de duzentas e cinquenta missões de estudo, coordenação e assistência médica humanitária em mais de setenta países de todos os continentes.
Nasceu em Luanda em 1951. Em 1964 mudou-se para o Congo e, três anos mais tarde, para Bruxelas, onde estudou e residiu até 1985, altura em que veio para Portugal, país das suas origens paternas. É Doutor em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente (Anatomia e Embriologia) e Especialista em Cirurgia Geral e Urologia.
Foi membro do Conselho Geral da Universidade de Lisboa e do Conselho Geral da Universidade da Beira Interior. Foi Professor Convidado dos cursos de Mestrado e Pós-Graduação na Universidade Autónoma de Lisboa e no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna e conferencista no Instituto de Estudos Superiores Militares.
Tem 7 livros publicados.
Em termos associativos:
– é cofundador do Fórum para a Paz;
– foi presidente do Conselho de Curadores do Instituto da Democracia Portuguesa (do qual já foi presidente da Assembleia Geral);
– foi Presidente e Vice-Presidente da Plataforma Portuguesa das ONGD;
– é Presidente da Assembleia Geral da Associação Tratado de Simulambuco, da qual também é cofundador;
– é sócio-honorário e ex-presidente Honorário do MIL (Movimento Internacional Lusófono)
2
– é patrono da Fundação Burgher Portugal – Sri Lanka; do agrupamento nº 900 dos Escuteiros de Monte Abraão, dos Escuteiros de Aveiro, da APARECE (Instituição de Apoio a Adolescentes em Risco) e da Fundação As Crianças são o nosso Futuro (Ucrânia);
– foi vogal do Conselho Fiscal do CAVITOP – Centro de Apoio a Vítimas de Tortura;
– é membro da Associação para a Promoção e Dignificação do Homem, da Real Sociedade de Cirurgia (Bélgica), da Associação Europeia de Urologia, da Associação Portuguesa de Urologia, da Sociedade Portuguesa de Autores, da Sociedade de Geografia de Lisboa e sócio do Grémio Literário;
– é membro da Comissão de Honra de Homenagem a João XXI;
– é sócio honorário da Associação Académica da Universidade de Aveiro;
– é co-fundador e sócio do Hospital Particular do Algarve;
– é sócio honorário do Lions Clube de Portimão.
Ordens Honoríficas:
– Oficial da Legião de Honra – França
– Grande Oficial da Ordem do Mérito – Portugal
– Cavaleiro da Legião de Honra – França
– Cavaleiro da Ordem Nacional do Leão – Senegal
– Cavaleiro da Real Ordem da Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa – Casa Real Portuguesa
– Grã-Cruz da Ordem Diocesana de S. Tomé – S. Tomé e Príncipe
– Grã-Cruz da Ordem de “La Couronne” – Casa Real do Ruanda
– Real Placa do Leão – Casa Imperial da Etiópia
Recebeu vários prémios e distinções em Portugal e no estrangeiro, incluindo o primeiro prémio da Associação Europeia de Urologia; a medalha de ouro dos Direitos Humanos, da Assembleia da República Portuguesa; a placa da Presidência da República do Líbano (entregue pelo General Émile Lahoud); e a insígnia de Grand Marshal do Estado de New Jersey (EUA), nas comemorações do Dia de Portugal. É Cidadão de Honra da Câmara Municipal de Cascais, Cidadão de Mérito da Câmara Municipal de Portimão, detentor da Medalha de Honra e Cidadão Honorário da cidade de Vila Nova de Gaia, Embaixador da Boa-Vontade da Ilha de Gorée (Contra a Escravatura), no Senegal e Embaixador do Condomínio da Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *