6º Debate à Distância, 23nov2019 – Dr. António Carlos, LIDERANÇA DA NAÇÃO e “SNS – Sistema Nacional de Saúde e Comunidades Lusófonas”

António Carlos – Coordenador

23 de Novembro de 2019. Auditório Fernando Piteira Santos, Biblioteca Municipal da Amadora, Portugal.

(

Foi o próprio Dr. António Carlos Silva que referiu anotou a diferença entre Sistema Nacional de Saúde e Serviço Nacional de Saúde, quando o convidámos para dinamizar o Debate à Distância sobre a questão de Saúde. Afinal, a sigla SNS tanto pode significar uma coisa com a outra. O Sistema Nacional de Saúde engloba o Serviço Nacional de Saúde, mas este não engloba necessariamente o outro. Assim, o objecto referencial do presente DEBATE é: Sistema Nacional de Saúde, em Portugal e nas Comunidades Lusófonas.

 

    

 

Em 28out2019, Dr. António Carlos recebeu-me no seu gabinete para prepararmos o evento. Estamos de acordo, e quem não está?, que a preparação desta sessão, como de todas outras, é de determinante importância para a sua qualidade da participação e para o seu sucesso. A sua sequência é de igual importância. Sem a preparação e sem a sequência o DEBATE é estéril.

A participação pessoal ou de grupo, presencial ou à distância, pode contribuir para melhorar o Sistema Nacional de Saúde e o Serviço Nacional de Saúde?

 

CURRÍCULO:

(sff abrir para ver)

CURRICICULUM Dr ANTÓNIO CARLOS 2

 

O Debate foi integralmente gravado em VíDEO e, brevemente, estará à livre disposição de todos através de:  https://liderancanacionalprofissional.timor-diaspora.org/

 

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

A Direção da PISCDIL (Plataforma ISC da Diáspora Lusófona) deixa registado nas suas Memórias profundo reconhecimento por todo o cuidado que Dr. António Carlos Silva, Delegado e Coordenado de Saúde na Amadora dedicou à pesquisa e à apresentação da QUESTÃO: LIDERANÇA DA NAÇÃO – “SITEMA NACIONAL DE SAÚDE”.

Começou por apresentar uma cronologia comentada do historial do Sistema Nacional de Saúde, para situar e compreender o presente e para programar o futuro. Representa uma metodologia que coincide com a visão Winton Cherchil: ” Quanto mais longo formos capazes de olhar para o passado, mais longe somos capazes de olhar para o futuro. Passou, de seguida, para um dos interlocutores do Debate.

Dos participante no Debate, eramos apenas sete, contando com Dr. Prof. Dr. Paulo Gonçalves e o estagiário Bruno, responsáveis pelo funcionamento de todo o Sistema de Transmissão à Distância – VEEDEEO: uma tecnologia que permite a transmissão simultânea e em tempo real em 120 línguas. Esta capacidade permite, evidentemente, ultrapassar as barreira da Língua, nas intercomunicações internacionais e até lusófonas. Na realidade, dos estimados 250 milhões de lusófonos quantos, efectivamente, conseguem partilhar, ATRAVÉS DA lÍNGUA lUSÓFONA, as suas experiências, sua expectativas, suas aspirações/SONHOS?

Não pudemos disfarçar a decepção de estarmos apenas 5/7 num Debate que tem por objectivo a FORMAÇÃO DA LIDERANÇA DA NAÇÃO: formação de cidadãos vocacionados/nascidos-para e com formação própria. E não pudemos, igualmente, disfarçar a impressão de que os cidadão votantes preferem ser liderados/governados por amadores, movidos pela vontade do poder ou pelo instinto do poder; estes que, nas campanhas legislativas e presidenciais se servem de toda a retórica, onde são especialistas, para manipular a mente dos eleitores.

Este instrumento retórico será abordado na sessão de Debate (à Distância) já agendada para 19dez2020, onde o Pivô/Espicaçador será Prof. Doutor Nuno Emanuel André, Universidade Católica de Lisboa, Fundador e Vice.Presidente por Portugal da PISCDIL, sessão esta subordinada à Questão; “Um olhar sobre a Manipulação da Mente”.

A Direcção da PISCDIL aproveita para agradecer e felicitar as intervenções dos presentes: Dr. Danilo Salvaterra, Vice-Presidente da PISCDIL e Presidente da Direcção da Casa Internacional de São Tomé e Príncipe; Médica Madalena Oliveira, que, com AMI, trabalhou em Timor durante os anos críticos/trágicos de 1999, quando Presidente do CNRT (Conselho Nacional da Resistência Timorense) Xanana Gusmão reentrou definitivamente no País arrasado pelas forças indonésias e pelas milícias; Professor e jornalista Roberto Moreno, brasileiro, fundador do Projecto Geolíngua; Alberto Araújo, Presidente da Direcção da PISCDIL.

Concidadãos e votantes! Entre uma Liderança da Nação Profissional e um candidato Amadora: por qual deles votará nas próximas Eleições Legislativas ou Presidenciais?

Presidente da Direcção da PISCDIL

Lisboa, 24nov2019

Alberto Araújo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *